Kanye West doa US$ 2 milhões a famílias de vítimas negras O rapper Kanye West fez uma doação de US$ 2 milhões às famílias de George Floyd, Breonna Taylor e Ahmaud Arbery, três negros mortos nos Estados Unidos neste ano. A informação foi divulgada por um representante do artista à rede americana CNN.

A doação inclui um fundo para o pagamento de advogados e um plano de educação, para cobrir totalmente as mensalidades da faculdade de Gianna, a filha de seis anos de Floyd.

A morte do ex-segurança, que teve o pescoço pressionado pelo joelho de um policial branco, gerou uma onda de protestos contra o racismo no país, que entrou nesta sexta-feira (05) em seu 11º dia.

O movimento se espalhou para outros lugares do mundo, com o apoio de várias celebridades.

West, que desde o ano passado tem a sua própria igreja e passou a produzir álbuns gospel, foi eleito pela revista Forbes o músico mais bem pago de todo o mundo em 2020. Na lista “ The Celebrity 100 ”, o rapper é o rei quando se trata de músicos. Na lista geral West aparece em segundo lugar, com US $ 170 milhões em ganhos, apenas atrás de Kylie Jenner, cujos ganhos foram de US $ 590 milhões.

Em uma aparição na Igreja de Lakewood em Houston ao lado do televangelista Joel Osteen para falar sobre a própria fé e o álbum, Jesus is King, o rapper disse de 17 mil pessoas que "toda a arrogância que vocês já viram de mim no passado", agora está "a serviço de Deus... Agora, o maior artista que Deus já criou está trabalhando para ele", disse com um sorriso no rosto.