Uso de sacolas plásticas será proibido no RJ Entra em vigor a contagem regressiva para os consumidores do Rio de Janeiro darem adeus às tradicionais e prejudiciais ao ambiente sacolas plásticas descartáveis.

A partir desta quarta-feira (26) passa a valer a lei sancionada pelo Governo do Estado que determina o fornecimento, pelos estabelecimentos comerciais, de bolsas recicláveis ou reutilizáveis.

As novas sacolas devem ser compostas por, no mínimo, 51% de material renovável, como o bioplástico produzido a partir de cana-de-açúcar ou o do milho.

A lei prevê, ainda, que essas sacolas tenham resistência para carregar entre 4 e 10 quilos.

Até duas unidades não haverá cobrança, mas se o consumidor utilizar quantidade maior terá que pagar.

A Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, por meio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), será responsável pela fiscalização do cumprimento da lei.

A secretaria estima que estejam em circulação, em todo o estado, cerca de 4 bilhões de sacolas plásticas.

O custo disso ao meio ambiente é incalculável já que, segundo os especialistas, cada saco plástico chega a levar até 400 anos para entrar em decomposição.

Os grandes estabelecimentos comerciais têm 12 meses para se adaptar à legislação, enquanto as micro e pequenas empresas deverão substituir as sacolas descartáveis até dezembro.


Fonte: Agência Brasil