Publicidade

Após encerrar interrogatórios, polícia espera esclarecer contradições sobre caso Anderson do Carmo O depoimento da Deputada Federal Flordelis dos Santos (PSD) durou cerca de 4 horas na delegacia de homicídios de Niterói e São Gonçalo, na tarde de quinta-feira (21). Segundo o delegado Allan Duarte, a parlamentar respondeu a todas as perguntas e, com o depoimento, foi encerrada a fase dos interrogatórios da investigação sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis.

A polícia pretende agora esclarecer algumas contradições de outros depoimentos e colher informações sobre fatos que surgiram no decorrer da investigação.

O pastor foi assassinado com vários tiros na madrugada do dia 16 de junho do ano passado, na garagem da casa da família, em Pendotiba, Niterói.

Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, e Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo do casal, foram presos e denunciados pelo crime.

Mas a polícia ainda não descobriu quem foi o mandante do crime e sua real motivação.