Cápsula do tempo mais antiga da Europa é encontrada em igreja na Polônia Restauradores de uma antiga igreja evangélica na pequena cidade polonesa de Ziebice, na Baixa Silésia, descobriram uma lata de cobre selada perto de livros e papéis do século XVIII.

O achado ocorreu quando o pináculo de sete metros da igreja foi desmontado e o pequeno globo que fica em cima da cúpula da estrutura aberto, segundo informa o jornal polonês The First News.

O globo tinha vários buracos de bala, provavelmente efetuados por soldados do Exército Vermelho soviético quando avançavam pela região, em 1945.

Em um ambiente pleno de entusiasmo e excitação, autoridades e historiadores locais se reuniram no dia 12 de maio na prefeitura para abrir a vetusta cápsula do tempo.

O conteúdo superou todas as expectativas. Datas nos documentos confirmaram que a cápsula do tempo foi colocada nas partes superiores da igreja quando esta foi construída em 1797.

Esse fato faz dela a cápsula do tempo mais antiga já encontrada na Europa e quase iguala a mais antiga do mundo, que data de 1795, e foi encontrada em Boston (EUA).

"Tudo indica que pode ser uma das cápsulas do tempo mais antigas a ser encontradas no mundo", afirmou o prefeito de Ziebice, Mariusz Szpilarewicz.

Conteúdo surpreendente
Surpreendentemente, os papéis de cor branca ou creme estavam em perfeitas condições, tendo passado praticamente incólumes pelos séculos.

O vice-prefeito de Ziebice, Malgorzata Wolczyk, enumerou ao The First News o rol do conteúdo:

"Foram encontrados documentos relacionados à construção da igreja; bem como os nomes das pessoas envolvidas na edificação, provavelmente doadores."

Um dos documentos é uma charmosa nota pessoal de duas mulheres que doaram dinheiro para a construção da igreja.

Os documentos estavam escritos em alemão, pois a cidade se chamava Munsterberg em 1797 e fazia parte do Reino da Prússia naquela época.

Ao lado da lata, foram encontrados documentos e fotografias de 1902 e 1903. Estes estavam severamente danificados e provavelmente datam de quando a igreja foi renovada.

É provável que a lata original tenha sido descoberta e que os chefes da igreja local tenham acrescentado lembranças de seu próprio tempo, que incluem um jornal Munsterberger Zeitung datado de 20 de agosto de 1902 e livros evangélicos de oração.

As moedas na lata provavelmente foram adicionadas para ajudar as gerações posteriores a datar a cápsula no caso de os papéis serem destruídos.

Objetivo e destino da cápsula
"Essas pessoas quiseram nos dizer: nós estivemos aqui, nós colocamos nosso coração e vida nisto, e agora assumam e cuidem do que deixamos", afirmou Marek Kowlaski, do Escritório de Conservação do Patrimônio da Baixa Silésia.

A igreja na qual a cápsula foi encontrada foi construída em 1797 no local de um castelo edificado no século XV. Ela permaneceu aberta ao culto até a Segunda Guerra Mundial. Após a guerra, foi usada como escola e hoje é utilizada como pavilhão de esportes.

O vice-prefeito Malgorzata Wolczyk informou que o conteúdo da lata necessita passar por um trabalho de conservação, para posteriormente ser doada a um museu local para ser exposta ao público.

Segundo o jornal, foram feitas sugestões para que cópias dos documentos sejam colocadas em uma nova cápsula e posicionadas no prédio da igreja para que alguém possa vir de novo a encontrá-los daqui a uns 100 anos.

*Com agências internacionais