Publicidade

Cristina Mel: pronta para novos desafios

Cristina Mel está há 30 anos no mercado fonográfico. Já viveu muitas fases da música gospel e agora diante da pandemia do novo coronavírus, a exemplo de músicos do mundo inteiro, se reinventa através das lives shows. A cantora revela novidades para os próximos meses e diz não ter medo do novo e faz uma reflexão deste novo tempo que nos leva a ter novas atitudes. Acompanhe esta entrevista com Cristina Mel, que pode também ser considerada um motivacional a todos que precisam se reinventar neste tempo de desafios.



Como tem adaptado sua agenda a nova realidade global? 

Cristina Mel
: Com a nova realidade, não temos saído de casa. Com isso, precisei me reinventar. Tenho gravado muitas Lives, nas minhas redes sociais e nas dos meus amigos. Tenho aproveitado para estudar, ler livros que há muito não tinha tempo para ler. Eu creio que é uma grande oportunidade de pregar o Evangelho, levando esperança e amor aos corações.



Como você vê a realidade da igreja no Brasil e no mundo no meio desta necessidade de afastamento?

Creio que o mundo não será mais o mesmo depois desta pandemia. Muita gente vai perder o emprego, os negócios, a saúde, a família... Vivemos um tempo de incertezas que geram medo e insegurança nas pessoas. Na verdade já existia uma crise antes de tudo isso: depressão, ansiedade, angústia, medo, síndrome do pânico, bulimia, anorexia, mutilação, doenças psíquicas que foram intensificadas com o isolamento. Descobrimos que não temos o controle de quase nada. Só temos o hoje! Não adianta fazer planos a curto prazo. Nossas vidas sempre estiveram nas mãos do mestre Jesus. É tempo de recomeçar mais humildes, conscientes do que realmente é essencial para a vida.

Sobre a igreja no Brasil e no mundo, tenho percebido a reunião de ministérios através de Lives compartilhadas. Agora a denominação importa muito pouco. Somos todos um só, unidos para vencermos essa batalha juntos. Deus está no controle!



Se manter no mercado gospel por tanto tempo também exige adaptações. Quais foram as adaptações mais bruscas que você precisou fazer ao longo da sua carreira?

Com certeza! Acredito que o segredo é sempre entender que não sabemos nada, que sempre temos muito que melhorar, pois nosso Deus é digno do nosso melhor. Como Paulo disse: “Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns (1 Coríntios 9:22).

Venho de uma jornada de 30 anos de Ministério, da época do LP, fita cassete, CD, DVD, e agora as plataformas digitais. Estou pronta para o que vier. Não tenho medo do novo. Amo os desafios!

Acho que o maior desafio ministerial foi a transição do CD físico para o digital. A venda dos CDs nas igrejas ajudavam muito no complemento financeiro. Agora, com as plataformas digitais, é necessário ter milhões de visualizações para poder ganhar alguma coisa. Outra mudança brusca é que as gravadoras costumavam investir nos artistas. Hoje, o cantor é responsável por todo o seu material ministerial: é ele quem paga os custos de toda a produção. O fato é que nem todos têm condições de fazer grandes produções. Outra mudança é que não se lança mais o CD inteiro, lança-se uma música de cada vez, trabalhando individualmente cada uma.



O que o seu público pode esperar para comemorar estes 30 anos de ministério?

Minha gravadora atual é Deep Music, do meu grande amigo Leandro Borges. Vamos lançar, aos poucos, as 11 canções que já estão prontas, produzidas e arranjadas pelo maestros Rafael, Júnior Andrade e Leonardo Borges. Em breve gravarei minha voz. O repertório está belíssimo! Todas as músicas são inéditas. Vamos ter várias participações. Este projeto é em comemoração aos meus 30 anos de Ministério. Ter o Leandro Borges como produtor, é uma honra para mim. Vocês vão se surpreender! Aguardem!



Qual mensagem que você gostaria de deixar aos leitores do Melodia News?

Em Romanos 8.31 diz: “O que diremos pois à vista dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?”. Queridos, não podemos esquecer de quem está no controle de nossas vidas. Deus ainda é Deus e Senhor na minha vida e de todo o universo. Acredito que ele parou as nações para nos trazer de volta para casa. Você não está aprisionado, mas está guardado por um Deus que te ama e não vai deixar nada te faltar. É tempo de se reinventar, hora de parar de reclamar e pedir a Deus uma estratégia nova para vencermos essa tempestade. Não temas, não se desespere. Deus está contigo! Quando tudo isso passar, teremos crescido, nos aprimorado. Seremos mais justos e misericordiosos. Deus nos abençoe.