Fernando de Noronha sai do lockdown após zerar casos de coronavírus Primeira localidade do Brasil a decretar lockdown, o arquipélago de Fernando de Noronha, localizado em Pernambuco, zerou os casos de transmissão da Covid-19. A ilha, que chegou a registrar 28 pacientes infectados pelo novo coronavírus, todos com idade entre 25 e 59 anos, já alcançou 100% de cura.⁠

No sábado (9), foram disponibilizados os últimos resultados de exames feitos em quatro pacientes com suspeita da Covid-19 na ilha, sendo todos diagnosticados negativos.⁠

Fernando de Noronha entrou em período de quarentena, com bloqueio total, em 20 de abril, com suspensão de voos para a ilha, por decisão do governo estadual. A partir desta segunda-feira (11) medidas de flexibilização do isolamento social serão adotadas na ilha, seguindo orientações das autoridades locais para evitar novas transmissões do vírus.⁠

A ideia inicial é liberar a circulação interna das pessoas, retomando algumas atividades comerciais, mas com a entrada de novos visitantes ainda totalmente fechada. Além disso, pousadas e restaurantes já estão formulando cartilhas com procedimentos de segurança para quando as atividades voltarem, o que incluirá, por exemplo, o fechamento de áreas comuns de café da manhã em hotéis.

O arquipélago de Fernando de Noronha , em Pernambuco , é reconhecido internacionalmente pela beleza natural e costuma receber em média cem mil turistas todos os anos. Com o bloqueio total iniciado em 20 de abril, a paralisação do setor hoteleiro, gastronômico e comercial afetou os empregos na ilha. Medidas já vistas em todo o país, como demissões e férias coletivas, precisaram ser adotadas por causa da falta de perspectiva para a retomada das atividades. Segundo a Associação das Hospedarias Domiciliares de Fernando de Noronha, cerca de três mil funcionários e prestadores de serviço saíram de Fernando de Noronha desde o início do lockdown.