Publicidade

Feira Virtual conecta pequenos produtores com clientes Em meio à pandemia e recomendação de isolamento, feiras de moda e arte viram suas datas serem canceladas sem previsão de retorno. Diversos profissionais que se preparavam para as edições, foram surpreendidos com a incerteza de como chegar ao seu público em um momento como esse.

Foi nesse cenário que a feira O Mercado, que acontece no Rio de Janeiro há mais de 9 anos, decidiu lançar sua versão online para manter seu principal objetivo: conectar quem cria a quem consome.

Do planejamento à finalização, a "Feira Virtual" ficou pronta em 2 semanas. Uma verdadeira força tarefa para apresentar, o quanto antes, a proposta às marcas e clientes. Todo o site d'O Mercado foi reformulado para receber o novo projeto e ganhou os desenhos cheios de brasilidade da artista visual Dani Ramalho, que seriam utilizados para ilustrar as campanhas do evento esse ano.

"Buscamos levar ao visitante virtual o mesmo clima que ele encontra quando vai ao evento e para isso utilizamos a mesma identidade visual. Também acrescentamos textos que falam mais sobre nossa história e de quem expõe, nossos valores e como geramos oportunidades, além de um blog que será alimentado com artigos escritos pelos expositores falando de sustentabilidade, consumo e experiências" diz Clarissa Muniz, produtora d'O Mercado.

A Feira Virtual funciona como uma vitrine online onde o visitante encontra marcas autorais. Estilistas, designers, artistas, artesanato contemporâneo, decoração, botânica, cosmética natural, produtos veganos e até gastronomia. A ideia é dar visibilidade a esses pequenos produtores e o cliente tem acesso aos seus contatos caso queira realizar uma compra.

"Um diferencial é a curadoria. Seguimos os mesmos critérios que utilizamos para o evento e isso dá ao visitante um catálogo de marcas, projetos e profissionais de qualidade reunidos. Temos várias marcas que já estiveram presencialmente conosco e outras que estão se unindo ao grupo. Além do Rio, também começamos a abrigar marcas de outros estados, como São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Nosso intuito é avançar ainda mais em território nacional já que o universo online permite vendas à distância" diz Je Muniz, também produtora do evento.

Cada expositor tem sua página dentro do site, com link personalizado, onde há um texto de apresentação, fotos, links de contato e informações extras como se oferece frete grátis, embalagem de presente, parcelamento do pagamento, se a marca é comandada por mulheres, faz doações para ONG's ou oferece trabalho a pessoas em situação de vulnerabilidade.

No seu lançamento, na última semana, O Mercado viu as visitas ao site crescerem mais de 800% e vem aumentando diariamente o número de participantes. O próximo passo será oferecer apoio a esses pequenos produtores com dicas de divulgação e atendimento virtual.

"Desde que a Feira Virtual foi para o ar percebi um crescimento no número de seguidores da minha marca no Instagram" conta Nathalia Otero, estilista que faz parte do grupo, expõe no evento há 8 anos e envia cartinhas escritas à mão junto com cada compra. "Tenho trabalhado de casa e feito vendas através da minha loja virtual. Investi em divulgação online e contratei uma pessoa para as entregas que saem uma vez por semana. Poder continuar de forma coletiva para nós é muito importante nesse momento" completa.

A Feira Virtual está disponível para visitas todos os dias, 24 horas por dia, no site do evento: www.estilistasindependentes.com