Filho suspeita de participação de Flordelis na morte do Pr. Anderson A deputada federal Flordelis (do PSD) informou que vai falar com a imprensa nesta sexta-feira sobre o assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo. A polícia investiga o caso e já determinou a prisão temporária de dois filhos do casal. Um deles, Flávio dos Santos, de 38 anos, admitiu ser o mandante e disse ter feito 6 disparos contra o pastor. Flavio chegou a cantar no velório do padrasto e estava o tempo todo ao lado da mãe biológica, Flordelis, no dia do sepultamento.

A polícia civil disse que ouviu um outro filho de Flordelis. Ele teria dito que a parlamentar e outras três irmãs dele colocavam remédio na comida de Anderson e suspeita que elas tenham participado do assassinato do pastor. Segundo o jovem, uma delas ofereceu R$ 10 mil ao irmão adotivo Lucas dos Santos, que também está preso, para matar o pastor. A identidade do rapaz não foi revelada.

No depoimento, o filho disse que não houve barulho, confusão e nem moto em fuga no momento da morte. Ele afirmou que viu o irmão Flávio, que confessou ter dado seis tiros no pai, ao lado do corpo ensanguentado, recolhendo uma mochila de couro e o telefone celular do pastor. O aparelho foi entregue para a mãe Flordelis, segundo o depoimento.

Os policiais ainda não encontraram os celulares de Flordelis, do pastor e de Flavio. Também não acharam a mochila.