Assessora espiritual ora por Trump A campanha do presidente Donald Trump em 2020 começou com sua assessora espiritual, Paula White, orando contra "redes demoníacas" que se unem contra a Casa Branca.

"Eu oro para que o Espírito do Senhor descanse em nosso presidente" White abriu. "Pai, você levantou o presidente Trump por um tempo como esse."

Ela continuou sua poderosa oração, dizendo: "Que toda rede demoníaca que se alinhou contra o propósito, contra o chamado do Presidente Trump, que seja quebrada, que seja destruída em nome de Jesus".

White não estava chamando as redes de notícias de "demoníacas", mas estava se referindo à guerra espiritual e às forças do mal no reino espiritual que os cristãos podem assumir autoridade através da oração.

Ela disse: "Eu vou lidar com alguns principados agora", e então ela passou a citar Efésios 6.12 que diz: "Porque não lutamos contra a carne e o sangue, mas contra os principados, contra os poderes, contra os príncipes das trevas desta era contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais”.

Ela declarou que o presidente Trump vai superar todas as estratégias do inferno e todas as estratégias do inimigo, e cumprirá seu chamado e seu destino.

O presidente também recebeu orações de vários líderes cristãos recentemente:

A CBN News relatou anteriormente que Franklin Graham convocou os cristãos a orar pelo presidente norte-americano. "Isso não é um endosso político", disse Graham. "É simplesmente orar pelo presidente. A Bíblia nos instrui a orar por aqueles que estão em autoridade."

Graham disse que "nenhum presidente foi atacado" mais que Trump e que "a única esperança para ele, e esta nação é Deus".

E o pastor sênior da McLean Bible Church em Viena orou por Trump durante a breve visita do presidente à igreja. O pastor David Platt notou que houve ligações para orar pelo presidente neste dia e ofereceu uma oração por ele.

"Por favor, oh Deus, dê-lhe sabedoria e ajude-o a liderar o nosso país", disse ele, orando por todos os líderes americanos também.

Paula White menciona em um comentário para a CBN News, "o extraordinário compromisso do Presidente com a liberdade religiosa tem sido óbvio desde o início de sua presidência - apenas duas semanas após sua inauguração, Donald Trump participou do Café da Manhã Nacional de Oração onde ele enfatizou a importância de preservar e prezando valores religiosos ".

A campanha de reeleição de Trump em 2020 começou esta semana.