Igreja de Justin Bieber de portas abertas a LGBTs O cantor Justin Bieber, frequentador assíduo da Hillsong Church, recentemente consolou um fã homossexual que se sentia desolado por não ser aceito em sua igreja. Bieber disse:

“Essa é a parte triste da religião, isso pode acontecer às vezes. Estou de coração partido, sinto muito. Isso não é legal. Você deveria conhecer minha igreja, qualquer um adoraria ter você lá. Gostaríamos de ter você lá, você é mais do que bem-vinda.”

Desde que começou a frequentar a Hillsong, Justin deixou a fama de problemático e tem sido visto como um bom moço. A igreja por sua vez revela-se como a queridinha do público mais descolado.

O pastor Carl Lentz, por exemplo, disse que Jesus Cristo nunca condenou os LGBTs. Essa não é a primeira vez que o religioso se mostra favorável a questões de diversidade. A igreja também já contou com um casal gay entre os fieis.

Para Lentz, Jesus viveu em uma época que também havia homossexuais e que Ele jamais iria condenar uma pessoa por sua homossexualidade. Segundo o pastor, a prova disso é que não há nenhuma passagem da bíblia que Jesus tenha falado para condenar LGBTs.

Provavelmente, eles se esqueceu ou nunca leu passagens como:

“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é.” (Levítico 18.22).

“Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” (1 Coríntios 6.10)