Publicidade

Suíça projeta bandeira do Brasil em montanha numa ação de solidariedade contra o coronavírus

Em meio à crise do coronavírus, ações de solidariedade inspiram união para enfrentar tempos difíceis. É o que vem sendo feito no famoso Monte Matterhorn, nos Alpes Suíços, que todas as noites tem sido iluminado com projeções de bandeiras de países que enfrentam a pandemia – inclusive a do Brasil. 



Com o lema “Luz é esperança”, o espetáculo manda mensagens de força às pessoas que sofrem com a doença e também a quem atua no combate da crise, como os profissionais de saúde e os indivíduos que estão em casa para evitar a disseminação do vírus. “O Matterhorn sempre foi um símbolo da Suíça e representação de força e estabilidade. 



Tão forte como o monte, a sociedade deve se manter unida, estar ancorada e deixar a tempestade passar”, escreve o órgão de turismo de Zermatt, onde o Matterhorn está localizado. 



O projeto, ativo desde o final de março, foi desenvolvido por Gerry Hofstetter, artista já com anos de experiência com luzes e projeções. Um dos seus trabalhos mais famosos mundialmente aconteceu em 2012, ao projetar o Titanic em um iceberg na Antártida no marco de 100 anos da tragédia.

A cada dia, bandeiras de diferentes países aparecem no cume da icônica montanha suíça – também conhecida por estampar o logo do chocolate Toblerone. As projeções são acompanhadas por palavras de solidariedade para cada nação.



Na imagem do Brasil, lê-se: “Entre os países da América do Sul, o Brasil é o mais afetado pelo coronavírus. Com a projeção de sua bandeira, queremos prover esperança e força para sobreviver a crise”.