Publicidade

Quadrilha é presa acusada de aplicar golpes em igrejas A Polícia Civil do Paraná deflagrou, na manhã desta quarta-feira (19), a operação “Shalom” contra uma quadrilha suspeita de aplicar golpes na venda de pacotes de turismo, com viagens para a Terra Santa. Oito pessoas foram presas na Região de Curitiba e em Piracicaba (SP).

Pastores estão entre os alvos da operação, segundo a Polícia Civil. A maioria dos pacotes era vendida abaixo do preço em igrejas evangélicas e católicas.

As viagens eram vendidas com preços vantajosos e em parcelas, porém, não eram realizadas, e os clientes ficavam sem saber o que aconteceu. O prejuízo estimado foi de cerca de R$ 4 milhões, segundo a Polícia Civil.

Os destinos costumavam ser religiosos, principalmente Israel.

A Polícia Civil informou que o grupo enganou, pelo menos, mil vítimas em oito estados: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Roraima e Pará.

A denúncia foi feita por fieis de uma igreja evangélica de Blumenau/SC, no começo deste ano.

Ao todo, há nove mandados de prisão e 13 de busca e apreensão expedidos pela 7ª Vara Criminal da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.

O suspeito de ser o chefe da quadrilha foi preso nesta quarta-feira (18), na capital paranaense. Ele já tinha sido detido, em outro momento, suspeito de praticar o mesmo golpe em 2015.