Publicidade

Febraban alerta para golpe do

Federação Brasileira de Bancos publicou um alerta sobre o aumento de golpes durante a pandemia do coronavírus, devido a maior adesão dos clientes aos canais digitais das instituições financeiras para evitar aglomerações. A Febraban alertou em especial para o golpe do “falso motoboy”.



Após roubar dados sigilosos através de links falsos pelo WhatsApp ou aplicativos falsos de bancos, os criminosos entram em contato, fazendo-se passar por um bancário, para comunicar transações suspeitas com o cartão de crédito. Indicam que um motoboy será enviado para recolher o cartão supostamente clonado para cancelar compras irregulares.



A Febraban alerta que os bancos nunca enviam funcionários para recolher os cartões. E pede para que ao descartar o cartão, o cliente inutilize o chip para impedir que novas compras sejam feitas.



Caso no Rio de Janeiro

O motoboy Paulo Roberto Freires de Almeida, de 25 anos, foi preso em flagrante no dia 15 de abril, no Leblon, Zona Sul do Rio. De acordo com investigação da 14ª DP (Leblon), o rapaz, morador da Rocinha, é suspeito de integrar uma quadrilha que aplicava golpes em idosos.



Segundo a polícia, Paulo Roberto foi flagrado no momento em que pegava o cartão de uma das vítimas, um aposentado de 80 anos. Ele usava um crachá falso de uma empresa de entregar por aplicativo. Na delegacia, ele foi autuado pelos crimes de associação criminosa, tentativa de estelionato e falsa identidade. Além disso, foi indiciado por outros três crimes idênticos pelos quais já era investigado, dois deles no Leblon e um, em Ipanema.