Publicidade

Pastor morre de coronavírus dias após culto com 300 pessoas Um pastor morreu no Chile de coronavírus após ter conduzido, no final de março, um culto reunindo centenas de pessoas em uma cidade perto da capital Santiago. Três outros pastores foram infectados na ocasião.

Mario Salfate, 67 anos, morreu na terça-feira (14) no hospital de Los Andes, onde foi internado em 23 de março “após ser confirmado portador de Covid-19”, informou a instituição médica em comunicado.

As autoridades de saúde chilenas decretaram “quarentenas seletivas” em algumas comunas do país, dependendo do número de infecções. A comuna de El Bosque, em Santiago, entra hoje (16) em quarentena obrigatória.

A morte do religioso ocorre em meio a uma grande polêmica pelos constantes apelos de alguns pastores para continuar com os cultos, mesmo diante dos apelos para que se evite aglomerações.

O número de evangélicos no Chile vem crescendo a cada dia. Atualmente o país tem 3 milhões de pessoas que se declaram crentes em Jesus.