Decreto estabelece horários escalonados para comércio essencial e indústria no Rio O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, assinou o decreto 47.359, publicado na edição desta segunda-feira (13) do Diário Oficial do Município, em que reforça os horários determinados para o funcionamento do comércio essencial autorizado a abrir as portas na cidade.

Também de acordo com o texto, a indústria passa a ter expediente que começa antes das 6h e vai até 21h. Ficam livres de cumprir o horário de fechamento, às 21h, as atividades que tiverem mais de dois turnos.

O escalonamento dos horários é mais uma medida da Prefeitura para reduzir a aglomeração de pessoas em transportes públicos e lojas, contendo assim a pandemia do novo coronavírus. Vale ressaltar que os estabelecimentos autorizados a funcionar devem respeitar o distanciamento de dois metros entre as pessoas.

As empresas podem imprimir aqui a tabela para afixar em seus estabelecimentos, em local de fácil visualização, seguindo as seguintes determinações do decreto:
1.Impressão em papel A3 ou em PVC em preto e branco
2.Tamanho: A3 = 29,7 cm x 42 cm

Disk Aglomerações
Os maiores obstáculos no combate ao coronavírus têm sido as aglomerações nos transportes públicos e supermercados. Estas e outra situações podem ser denunciadas ao Disk Aglomeração da Prefeitura do Rio, que realizou 1.438 atendimentos para dispersar grupos de pessoas, em nove dias de funcionamento. Os bairros mais demandados são: Campo Grande, Centro, Bangu, Realengo, Tijuca, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Copacabana, Recreio dos Bandeirantes e Taquara. O serviço é coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e funciona com base em chamados para a Central 1746.