Polícia faz buscas na casa de Flordelis A delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, chegou por volta de 14h desta terça-feira (18) com uma equipe de agentes à casa da deputada federal e pastora Flordelis, em Pendotiba, para cumprir um mandado de busca e apreensão. Duas viaturas entraram na residência, mas os policiais não deram detalhes se havia algum novo mandado de prisão a ser cumprido. Hoje, um dos filhos adotivos de Flordelis confessou ter matado o marido da parlamentar, o pastor Anderson do Carmo de Souza.

Os policiais estavam acompanhados do promotor Sérgio Luiz Lopes Pereira, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público. O promotor disse apenas que o grupo entrou no caso a pedido de uma colega promotora de Niterói. Ele se reuniu por quase três horas com investigadores que apuram a morte do pastor.

A vida de Flordelis já teve outros momentos trágicos, alguns mostrados no filme de 2009 Flordelis - Basta uma Palavra para Mudar, com Bruna Marquezine, Cauã Reymond, Letícia Spiller, Deborah Secco, Reynaldo Gianecchini e Letícia Sabatella.

Flordelis nasceu e cresceu na Favela do Jacarezinho, na zona norte do Rio. Aos 14 anos perdeu o pai e um irmão, mortos em um acidente de carro. Trabalhou como balconista em uma padaria e acompanhava a mãe, Calmozina Motta, nas atividades de uma igreja evangélica, da qual participava cantando e tocando guitarra.

Posteriormente casou, teve filhos e foi abandonada pelo marido. Em 1993, aos 32 anos, decidiu iniciar um trabalho social com usuários de drogas. No mesmo ano, conheceu Anderson do Carmo de Souza, com quem se casou no ano seguinte.

Agora ela vive a dor da perda do marido, morto no domingo (16) com pelo menos 15 tiros, tendo como principais suspeitos o filho biológico Flávio Rodrigues de Souza, de 38 anos, e o adotivo Lucas dos Santos, de 18 anos, que hoje confessou o crime após ver que nas imagens das câmeras de segurança ele aparecia na cena do crime.