Publicidade

OMS aponta Fiocruz como referência em estudo do coronavírus A Organização Mundial da Saúde (OMS) nomeou o Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz como centro de referência de estudos do novo coronavírus (Covid-19) nas Américas.

Além do laboratório da Fiocruz, apenas o CDC, do governo dos EUA, atua como referência da OMS no combate ao novo coronavírus no continente.

Com o reconhecimento, a Fiocruz agora pode receber amostras do vírus de outros países da região para promover o sequenciamento genético, identificar mutações e aprofundar estudos em vacinas, diagnósticos e tratamentos.

Referência em vírus respiratórios junto ao Ministério da Saúde, o Laboratório tem atuado desde a emergência do novo vírus no diagnóstico de amostras e na capacitação de equipes para análises laboratoriais, incluindo treinamentos de profissionais dos laboratórios públicos do Brasil e de países da América Latina.

"Sermos escolhidos é um reconhecimento não apenas do nosso Laboratório, mas da Fiocruz pelo trabalho realizado, ao longo de décadas, com vírus respiratórios, fortalecendo e consolidando o Sistema Único de Saúde e contribuindo para a promoção da saúde e da qualidade de vida da população brasileira”, afirma a chefe do Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo, Marilda Siqueira.