Disk Aglomeração recebe denúncias no Rio A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) iniciou, na manhã desta terça-feira, 31, o atendimento a demandas do “Disk Aglomeração”, serviço da Prefeitura do Rio para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) na cidade. Coordenada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a fiscalização atuou, até o momento, em 46 chamados que denunciavam a concentração de pessoas em estabelecimentos e áreas públicas no Centro (23) e bairros da Zona Oeste (23), entre eles: Taquara (10), Campo Grande (5), Barra da Tijuca (3), Itanhangá (3) e Bangu (2).

Ao todo, 30 agentes divididos em cinco equipes atuam exclusivamente no sistema, que vai funcionar 24 horas. As informações que chegam via canal 1746 são filtradas na base operacional do Riocentro por prioridade e por região para otimizar as ações. A operação segue em caráter educativo, sem multas.

Entre as demandas atendidas nesta segunda, foi constatada a concentração de pessoas do lado de fora de uma agência bancária na Avenida Ministro Ary Franco, em Bangu. A equipe organizou a fila e orientou o gerente do banco para evitar novas aglomerações, mantendo a distância de pelo menos 1,5 m entre uma pessoa e outra.

Efetivo – Os chamados registrados no 1746 (telefone, site ou aplicativo) são repassados às equipes da Guarda Municipal de prontidão na base do Riocentro, onde funcionam as principais frentes do gabinete de crise da Prefeitura para o combate da doença. A atuação também contará com apoio da Polícia Militar.

Distância e placas – As ações das equipes visam fiscalizar reuniões (sem aparente justificativa) de dez pessoas ou mais sem a observância de um metro e meio de distância entre elas. Este e outros detalhes do serviço constam do Decreto 47.328, publicado no Diário Oficial do município desta segunda-feira, 30. De acordo com o texto, os estabelecimentos essenciais em funcionamento deverão instalar informativos (placas ou cópias em papel) destacando o Disque 1746 em pontos de fácil visibilidade. Os proprietários têm prazo de cinco dias úteis (até a próxima sexta-feira, 3 de abril) para afixar os avisos.