Pastor é preso após realizar cultos com mais de 500 fiéis Um pastor que insistia em realizar cultos com centenas de pessoas teve sua prisão decretada na segunda-feira (30) pelas autoridades da cidade de Tampa, na Flórida, Estados Unidos.

Em uma das cerimônias, ele chegou a reunir cerca de 500 fiéis em pleno período de quarentena decretada no estado americano, como principal forma de combate à epidemia do coronavírus.

Segundo informações do canal Fox 13, a igreja “The River at Tamba Bay” realizou dois cultos no domingo (29), colocando em risco a saúde de centenas de pessoas. Por isso, o pastor Rodney Howard-Browne foi acusado de reunião ilegal e violação de ordem de emergência de saúde pública, tendo seu mandado de prisão decretado pelo distrito de Hillsborough.

No anúncio do pedido de prisão, o xerife da cidade fez questão de reforçar que a ação não era um ataque à liberdade de religião. A autoridade, inclusive, estava acompanhada de outros pastores de igrejas locais, que apoiam as medidas de isolamento social.

Nos Estados Unidos, a covid-19 segue uma curva crescente. A doença já contaminou mais de 140 mil pessoas e o número de mortes deve chegar a 2,5 mil nos próximos dias.