Mundo do futebol lamenta morte de ex-presidente do Real Madrid por coronavírus Mundo do futebol lamenta morte de ex-presidente do Real Madrid por coronavírus

A comunidade do futebol abraçou o Real Madrid na noite deste sábado (21), após o anúncio da morte de Lorenzo Sanz, presidente do clube espanhol entre 1995 e 2000.

Lorenzo Sanz, dirigente que contratou nomes como Sávio e Roberto Carlos, faleceu por conta do novo coronavírus.

Através das redes sociais, foi possível perceber que a rivalidade deu lugar à solidariedade.

“O Real Madrid CF, seu presidente e a Junta Diretiva lamentam, com enorme consternação, o falecimento de Lorenzo Sanz, que foi presidente do Real Madrid desde 1995 até 2000”, diz parte do comunicado oficial madridista.

“Um dia muito triste para o madridismo. Lorenzo Sanz conectou o ontem e o hoje com dois números para a história: 7 e 8”, escreveu Sergio Ramos, atual capitão madridista, fazendo referência ao sétimo e oitavos títulos de Champions League do clube.

Sávio, brasileiro campeão europeu pelo Real Madrid e contratado por Lorenzo Sanz, também fez sua homenagem.

"Com extrema tristeza recebo a notícia do falecimento de Lorenzo Sanz, um dos maiores presidentes da história do Real Madrid. Em 1997, pessoalmente, veio ao Rio de Janeiro me buscar no Flamengo, gerando talvez uma das maiores oportunidades da vida de um atleta de futebol: defender a camisa merengue de Madrid. Gentil, atencioso e pai do meu companheiro de campo Fernando Sanz. Meu eterno respeito!", escreveu.

Dentre os clubes, vários foram os recados que buscaram dar algum conforto na hora difícil. Um deles foi o Barcelona, arquirrival dentro de campo.

“Lamentamos a perda de Lorenzo Sanz Mancebo, que foi presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000 e passamos o nosso pesar ao clube, familiares e amigos. Descanse em paz”.

O coronavírus já causou a morte de mais de 10 mil pessoas em todo o mundo.