Ministério Atitude: louvores que transformam

Formado há cerca de 5 anos, o Ministério Atitude tem sido referência de louvor e adoração a Deus em todo o Brasil com características comparadas há bandas que já estão há décadas na estrada. Seu líder,  Pr. Filipe Bitencourt, compositor também de grandes nomes como Klev, Bruna Karla, Cristina Mel e Jairo Bonfim, falou com exclusividade ao Melodia News sobre esse ministério que é um braço da Igreja Batista Atitude, liderada pelo Pr. Josué Valandro Jr.



Como foi o início da banda?

Pr. Filipe Bitencourt: A equipe foi formada entre os anos 2013 e 2014 quando começamos a compor canções que retratavam a verdade da nossa igreja, canções congregacionais baseadas em tudo aquilo que a gente estava vivendo. Entre elas a canção: Nada temerei e Pra te adorar. Baseado nisso, surgiu a necessidade de gravar um projeto, queríamos compartilhar com o público aquilo que estávamos vivendo como banda obviamente, mas também como igreja.



O propósito inicial tem se mantido?

Pela graça de Deus, o propósito inicial, que é levar canções aos lares das pessoas que causem transformação, cura, libertação e esperança, tem se mantido. Ouvimos até hoje muitos testemunhos de pessoas que foram curadas, que tiveram a fé motivada, que foram impulsionadas a buscar mais a Deus. E o propósito inicial como ministério de cantar, de servir à igreja local, de todos estarem no mesmo propósito em oração, na mesma igreja, fazendo as mesmas coisas pela graça de Deus, tem se mantido até hoje.



Qual a formação atual da banda?

O Ministério Atitude tem a mim, pastor Filipe Bitencourt, como líder. Os demais integrantes variam muito. Mas atualmente as pessoas da linha de frente, que saem para ministrar e fazem agenda, sou eu; a Manu Dias, que é a ministra de louvor também; na bateria temos o Vinícius Vargas; no teclado, Josué Espíndola na guitarra temos o Gabriel Pimenta e o Sandro; e no contrabaixo nós temos o Douglas Viana e o William. Na produção musical, junto comigo, está o Clayton Martins.



Como é o processo criativo e inspirativo das composições?

O processo criativo para as canções se dá muito por aquilo que a gente acredita, pela nossa fé. Eu sou o compositor, componho para outros cantores também como Bruna Karla, Klev, Cristina Mel, Jairo Bonfim. Muitas canções que fiz para o Ministério Atitude nasceram baseada em campanhas, em revelações, em palavras do pastor Josué Valandro Jr. e também naquilo que eu estou vivendo como líder, ou daquilo que eu creio que pode ser uma ferramenta de comunicação com a igreja. Esse foi o caso da canção “Cada vez mais”. Nós não estávamos falando sobre “Cada vez mais” quando compomos a canção, passamos a falar depois. “Nada temerei”, ninguém falava sobre este tema. Eu compus esta canção e ela se tornou uma identidade da igreja. Então tanto a igreja nos inspira a compor, quanto eu dou um norte à igreja para se viver algum tema ou algum estilo de melodias e canções.



O pastor Josué costuma participar e opinar sobre estas canções?

O pastor Josué é muito participativo. Desde o primeiro álbum, ele acompanha com muita vibração, com muita empolgação, com muito estímulo. As canções nem sempre são “jogadas” para ele opinar, até porque elas já são cantadas na igreja e quando ele vê já está sendo cantada. Ele sempre dá um feedback. Eu e o pastor Josué temos um relacionamento muito legal de amizade, de companheirismo, de pai para filho. Isso facilita muito o processo das escolhas das canções e da vibração em tudo o que acontece. Ele é uma pessoa muito participativa sim.



Sua relação com a música vem desde quando?

Desde criança de uma forma curiosa, sempre querendo aprender e, assim, de uma forma mais direta na minha adolescência quando comecei a ministrar louvor, quando comecei a integrar coral. Desde a minha adolescência eu já vinha me direcionando a compor canções e isso veio a se desenvolver com o tempo de uma forma mais, digamos assim, séria e profissional quando começamos a compor canções, gravar e abençoar pessoas de todo o Brasil. Mas essa minha relação com a música se estende desde a infância.



A música inicial de trabalho do Ministério Atitude foi a mesma que tornou vocês conhecidos no mercado gospel?

A primeira música foi “Nada temerei”, a canção que realmente explodiu e tocou em todo Brasil. E a gente é muito grato e até hoje houve muitos testemunhos inclusive pessoas que foram curadas de câncer, trazendo legado de testemunho como o da irmã Gigi, que também foi curada de metástase no pulmão. Pessoas que perderam entes queridos, que enfrentaram situações muito difíceis... Nós ouvimos isso todos os dias. A todo momento recebemos e-mails, recados de pessoas que foram transformadas pelo poder da canção “Nada temerei”. Foi um divisor de águas e nós somos muito gratos a Deus por Ele ter nos dado esse presente.



Vocês buscam referências musicais?

A gente acaba sendo um produto de tudo que a gente ouve e a gente gosta muito do Elevation Worship, Hillsong, Battle Music, Planetshakers, e muitas outras coisas no Brasil também que a gente gosta. Mas basicamente são essas referências musicais que têm nos influenciado nesses últimos tempos. A gente acredita que esses grupos têm algo muito especial a compartilhar. Mas ouvimos tudo e criamos nossa identidade baseada naquilo que a gente ouve.



Como concilia a música com o ministério na igreja, já que você também é pastor?

Conciliar o ministério com o pastoral é muito prazeroso, porque é o que a gente ama demais e o Ministério Atitude musical sempre tem o pastoral incluído; em 99% das agendas que a gente faz eu estou pregando, as igrejas querem que eu pregue. Então eu acabo exercendo o ministério pastoral também no ministério itinerante das agendas do Ministério Atitude. E é uma questão de gestão. Toda vez que a gente sai, sempre tem pessoas para ministrar na igreja. Toda vez que eu saio para pregar, eu coloco pessoas no meu lugar e, graças a Deus, quando você tem gestão e quando você tem uma família, você consegue fazer isso de uma forma bem ordenada e sadia.



Falando sobre dia a dia em família, como é o Filipe em casa?

Meu dia a dia em família é maravilhoso. Eu tenho uma esposa (Daniele Bitencourt) linda e maravilhosa, tenho dois filhos, o Davi (9 anos) e o Matheus (8 anos). Eles são muito participativos, são os primeiros a ouvir a canções do Ministério Atitude. Eles opinam dizendo se a música é boa. Isso é bem legal. Eles também vão em algumas agendas comigo e são muito compreensivos quanto as viagens. Na igreja local são muito participativos. Eu faço questão de eles estarem sempre envolvidos nos trabalhos da igreja, porque a gente deixa um legado de serviço no reino de Deus para os nossos filhos, para nossa família. Sem contar que a minha família, minha esposa e os meus filhos, são amigos muito próximos de todos os integrantes do ministério. Isso facilita bastante. A gente tem um relacionamento de família muito sadio.



Uma mensagem aos leitores do Melodia News.

Ame a Deus acima de tudo. Ame as pessoas, aproveite o tempo, não desperdice o tempo fazendo coisas que não vão mudar a vida de ninguém. O sentido da vida não está na sua duração, mas sim na sua doação. Quanto mais você dá. mais você vê sentido na vida. Contemple o belo, aproveite as pessoas, aproveite as oportunidades, tenha como referência pessoas que realmente busquem a Deus, não somente pessoas famosas, não pessoas que têm muitos seguidores nas redes sociais. Isso é muito importante. Mas o mais importante é você ser relevante no reino de Deus. Aproveite o máximo de tempo para amar as pessoas que estão ao seu redor. O tempo passa, Jesus está voltando e vamos fazer a obra de Deus.



O Pr. Filipe deixa o WhatsApp da agenda do Ministério Atitude: (21) 98363-4120. No Instagram, siga @ministerioatitudeoficial