Publicidade

Coronavírus mata presidente do Santander Portugal O presidente do Banco Santander Totta, António Vieira Monteiro, de 73 anos, morreu nesta quarta-feira (18) em decorrência de coronavírus. Ele estava internado há vários dias numa unidade hospitalar em Lisboa, mas acabou não resistindo à infecção.

A informação foi divulgada pela imprensa local e depois confirmada junto de fonte oficial do banco atualmente liderado por Pedro Castro e Almeida.

Vieira Monteiro esteve de quarentena no início deste mês depois de ter regressado do norte de Itália, tendo começado a ter sintomas da doença neste período. Segundo o Observador, esteve internado no Hospital Curry Cabral, tendo falecido no São José, hospital para onde foi transferido.

O gestor foi, assim, a segunda vítima fatal da Covid-19 em Portugal, depois de na segunda-feira ter sido anunciado pela ministra da Saúde, Marta Temido, a primeira vítima desta pandemia.

Com 73 anos, prestes a fazer 74, Vieira Monteiro não resistiu à infeção pelo coronavírus, surto pandemico que já infectou até ao momento mais de quatrocentos portugueses, num total de mais de 180 mil pessoas em todo o mundo.