Canais de TV liberados, rádio, leitura bíblica e estudos à distância são opções para ficar em casa Diante da recomendação de governadores e do Ministério da Saúde para evitar aglomerações, o brasileiro tem que se reinventar para evitar ao máximo sair às ruas. Apesar do período de quarentena ainda não ter sido implantado no país, locais como cinemas, teatros, escolas e até algumas academias estão fechadas por, no mínimo, uma semana. Mas o que fazer para segurar principalmente crianças e idosos em casa? A seguir, separamos algumas alternativas para quem não tem extrema necessidade de sair às ruas.

Atualize o plano de leitura bíblica
Ficar em casa pode ser um bom período para aqueles que costumam dizer que não têm tempo para ler a Bíblia. Experimente ler a palavra de Deus, organizar estudos bíblicos online, agregando outras pessoas, ou até mesmo ler aquele livro teológico que há tanto tempo está na sua estante.

Ouça mais rádio
Você pode sintonizar na rádio Melodia FM, por exemplo, ou baixar o aplicativo da emissora, e ouvir a programação recheada de sucessos gospel e muita informação. De segunda a sexta, entre 11h e 12h, tem debate com a participação de pastores. Você pode interagir com a produção da rádio e também pode levantar o tema do dia nos seus grupos de WhatsApp.

Assista a pregações no YouTube
Várias igrejas transmitem cultos pelo Youtube. Estes cultos ficam disponíveis na plataforma para você acessar quando e onde quiser. Tem cultos de igrejas de todas as regiões do Brasil e até do exterior.

Atividade Física
Apesar de o Ministério da Saúde recomendar a prática de atividades físicas, a fim de melhorar o sistema imunológico na tentativa de criar uma barreira no organismo contra o coronavírus, algumas academias fecharam suas portas temporariamente. Mas é possível baixar aplicativos como o Move us e fazer exercícios em casa. A página 30 Todo Dia, no Instagram, também tem excelentes dicas de atividades para estes dias de isolamento.

Filmes e programas de TV
Nos cinemas e nos teatros a previsão é de seca, devido às medidas restritivas contra o avanço do coronavírus. Na televisão, porém, a programação é abundante. E acessível. Nesta semana, emissoras a cabo liberam o sinal para não assinantes em plataformas de TV fechada, como NET e Sky (é preciso ser cliente para usufruir do benefício).
Telecine - São seis canais (Premium, Action, Touch, Fun, Pipoca e Cult) inteiramente dedicados ao cinema, e todos liberados nas plataformas e operadoras em que seguem disponíveis. A programação inclui transmissão de filmes clássicos e produções recentes.
Net - Por tempo indeterminado, a operadora libera todos os canais de seu catálogo, o que inclui atrações esportivas, cinematográficas e de entretenimento variado.
Oi TV - Até 28 de março, o serviço estará com o sinal aberto para mais de dez canais. A lista inclui opções como Nickelodeon, AXN Brasil, Sony Channel e Paramount.
Sky TV - Mais de 70 canais estão liberados para os clientes. É a chance de conferir a programação de emissoras como Arte 1, BBC, Cartoon Network, Cinemax, Discovery, Gloob, Sundance, TNT, entre outros.
Claro TV - Nesta segunda-feira (16) , a operadora divulga uma lista de canais que serão liberados aos clientes, até 30 de março, e sem custo adicional. Até o último domingo (15/3), todas as emissoras oferecidas pelo serviço estavam liberadas. O HBO é um deles.

Trabalho e estudos remotos
E para quem poderá fazer home Office, a Google liberou gratuitamente a plataforma Hangout Meets para videoconferências, aulas e reuniões para até 250 pessoas simultaneamente. Uma alternativa também para o seu filho estudar à distância com outros colegas de classe. Boa opção também para professores oferecerem aulas de reforço à distância.