Ouça aqui a Rádio Melodia!

Tom Hanks e esposa estão com coronavírus O ator Tom Hanks e sua mulher, Rita Wilson, contraíram coronavírus na Austrália. Ambos têm 63 anos e estavam no país gravando um filme sobre Elvis Presley. O próprio ator confirmou o diagnóstico pelo Twitter.

"Olá, pessoal. Rita e eu estamos aqui na Austrália. Nos sentimos um pouco cansados, com frio e com dores no corpo. Rita tinha uns calafrios que iam e vinham. Leves febres também. Para fazer tudo certo, como é preciso no mundo agora, fomos testados para o coronavírus, e o resultado foi positivo", escreveu Hanks.

"Bem, o que fazer a seguir? Os médicos têm protocolos que devem ser seguidos. Nós, Hanks, vamos ser testados, observados e isolados pelo tempo que a saúde e a segurança pública pedirem. Não há muito mais a fazer do que encarar um dia de cada vez, não? Vamos manter o mundo informado. Se cuidem!", completou o ator.

Na Itália, o ator da série de TV "Gomorra", Luca Franzese, compartilhou um relato chocante em suas redes sociais no último domingo (8). Em vídeo, o ator contou que estava isolado dentro de casa com o corpo da sua irmã que foi morta pelo coronavírus.

A gravação, publicada no Facebook, foi a forma de protesto que o artista encontrou para relatar a demora das autoridades italianas para retirarem o corpo da irmã, morta há mais de 24 horas.

Após a repercussão, uma operação especial levou o corpo e confirmou que a italiana morreu de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus. Já Luca Franzese permanece em isolamento.

O número total de casos na Itália, o país europeu mais afetado pelo vírus, subiu para 12.462 em relação aos 10.149 anteriores, um aumento de 22,8%, nesta quarta. De acordo com a Agência de Proteção Civil do país, as mortes em decorrência da doença aumentaram de 196 para 827 nas últimas horas.

Para conter a situação, o governo italiano adotou medidas drásticas. Na última segunda-feira (9), as autoridades determinaram que italianos infectados ou com suspeitas não podem sair de suas casas sem justificativa médica ou familiar.

As escolas e universidades vão permanecer fechadas até o dia 3 de abril. Quem descumprir as regras está sujeito a três meses de prisão e multa de 206 euros (cerca de R$ 1.085).