Planos de saúde devem custear exame de coronavírus Os exames para comprovar se a pessoa está infectada pelo coronavírus não estavam sendo cobertos pelos planos de saúde. Em Brasília, o valor médio do teste varia de R$ 225 e R$ 350. Mas a Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, informou nesta terça-feira (10) que os planos de saúde devem custear o teste do coronavírus para os seus clientes.

A Agência ainda vai detalhar o tipo de exame que deverá fazer parte da cobertura obrigatória, a adequação aos protocolos do Ministério da Saúde e os prazos necessários para que a medida seja implementada.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, reforçou a necessidade de as operadoras de planos de saúde criarem planos de contingência para atendimento dos seus clientes, assim como o sistema público está fazendo.

“O ideal é que o plano de saúde ache uma solução para isso, e não tenha que sobrecarregar o atendimento público. Que os planos de saúde montem suas estratégias, assim como estamos fazendo, e organizem um fluxo para atendimento”.

A Agência Reguladora ainda esclareceu que o tratamento dos pacientes diagnosticados com o coronavírus deve ser assegurado pelos planos de saúde.

O Ministério da Saúde ainda confirma que os atendimentos de beneficiários realizados no SUS serão ressarcidos pelos planos ao sistema público de saúde.