Publicidade

Mais de 35% dos trabalhadores ainda não sacaram o FGTS emergencial Faltando apenas 20 dias para o fim do prazo, mais de 37% dos 96 milhões de trabalhadores com dinheiro nas contas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) ainda não pegaram os recursos liberados no ano passado pelo saque imediato.

A modalidade, que liberou até R$ 998 por conta ativa ou inativa do FGTS, segue disponível até o próximo dia 31 de março. O volume atual de saques totaliza R$ 27,88 bilhões. Os valores ainda disponíveis para retirada somam R$ 14,57 bilhões.

Como o depósito dos recursos foi imediato somente entre os correntistas da Caixa, o restante disponível para saque é para pessoas com conta corrente ou poupança em outros bancos. Para obter os valores, é necessário autorizar o depósito do FGTS.

Saque-aniversário
A partir de abril, os trabalhadores têm também a opção de sacar o FGTS no mês de aniversário do titular da conta e retirar um percentual do saldo do FGTS anualmente.

Nos casos dos profissionais com mais de uma conta de FGTS, ele só poderá optar por uma modalidade de saque para todas: saque-rescisão, que é a que está ativa atualmente, ou o saque-aniversário.

Ao aderir a esta modalidade, o trabalhador poderá retirar todo ano um percentual do FGTS. No entanto, perderá o direito ao saque dos recursos caso seja demitido sem justa causa.

O calendário para adesão segue o mês de aniversário do trabalhador. Para receber o valor, é preciso optar pelo saque-aniversário até o último dia do mês do seu nascimento e fazer o cadastramento na Caixa ou pelo aplicativo do banco. A única exceção é para os aniversariantes de novembro e dezembro, que receberão os montantes apenas no início de 2021.