Ouça aqui a Rádio Melodia!

Operação Lava Jato prende ex-secretário nacional de Justiça Astério Pereira dos Santos, ex-secretário nacional de Justiça, foi preso nesta quinta-feira (05), na casa dele, no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, em mais uma etapa da operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

Contra Astério há suspeitas de lavagem de dinheiro e participação na fuga do empresário conhecido como Rei Arthur.

A Polícia Federal afirma ainda que o esquema beneficiaria integrantes do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro.

Até o momento o início da manhã, mais seis pessoas haviam sido presas. Entre elas está o filho de Astério, o advogado Danilo Botelho.

A força-tarefa tentava cumprir nove mandados de prisão. O juiz Marcelo Bretas expediu ainda 32 mandados de busca e apreensão.

Astério esteve à frente da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) no governo Rosinha Garotinho, entre 2003 e 2006. É sobre a gestão das cadeias do Rio de Janeiro que versam as suspeitas de lavagem de dinheiro e de pagamento de propina.

Astério é procurador aposentado do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), e integrou o governo Temer entre março e novembro de 2017.

Para ocupar o cargo federal, Astério se aposentou do MPRJ -- condição em que perdeu o foro privilegiado.