Policiais militares atuam em áreas alagadas no Rio para evitar saques a casas e lojas

Desde a madrugada desta segunda-feira (02), policiais militares do 18º BPM (Jacarepaguá) estão mobilizados para ajudar moradores afetados pelo forte temporal que atingiu a Zona Oeste do Rio de Janeiro, deixando centenas de pessoas desabrigadas. O trabalho dos policiais está concentrado em duas localidades da região de Jacarepaguá: Santa Maria e entorno da Estrada Meringuava.



Em apoio à Comlurb e à Defesa Civil municipal, 32 policiais militares – 20 do 18º BPM e 10 de outras unidades da Zona Oeste - trabalham para amenizar o sofrimento dos moradores. Um trator do Comando de Operações Especiais (COE) foi deslocado para área, operando na abertura de ruas e na remoção de entulhos.



“Estamos prestando assistência às vítimas da enchente e também garantindo a segurança dos locais atingidos para evitar saques de casas e de lojas”, explicou o Tenente-Coronel Roberto Christiano Dantas, Comandante do 18º BPM, que está à frente dos trabalhos no campo.



Além do suporte logístico, os policiais militares estão auxiliando no trabalho de cadastramento dos moradores desabrigados ou desalojados. O quartel do 18º BPM, localizado na Freguesia, permanecerá aberto 24 horas para receber donativos – roupas, alimentos não prerecíveis, além de produtos de higiene e limpeza.



Comandante do 2º CPA (Comando de Policiamento de Área), responsável por toda a Zona Oeste e parte da Zona Norte da capital, o Coronel Wilman Renê Gonçalves Alonso coordenou o trabalho junto com o 18º BPM e reforçou a equipe, obtendo apoio de outras unidades da Corporação.  



“Esta ação reflete, mais uma vez, o amplo espectro da missão constitucional da Corporação, que é servir e proteger a sociedade”, ressaltou o Coronel Renê.