Publicidade

Segue impasse sobre desconto na conta d’água
A reunião entre representantes da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos) e a Defensoria Pública terminou, nesta segunda-feira (17), sem acordo sobre o desconto a ser concedido na conta de água para os consumidores prejudicados pela crise hídrica que afeta o Estado do Rio. 

Nas redes sociais, a Cedae afirmou que apresentará na quarta-feira (19) uma resposta à proposta apresentada pela Defensoria Pública, que segue sob sigilo.

A companhia disse estar "empenhada em superar entraves e encontrar uma solução junto aos órgãos competentes e ao governo do Estado".

Há mais de um mês, os problemas no fornecimento de água afetam moradores da Região Metropolitana e da Baixada Fluminense. Eles relataram que a água apresenta água, cor e cheiro nas torneiras.

Segundo a Cedae, a água distribuída pelo reservatório do Guandu, que atende a grande parte da população, foi alterada pela substância geosmina, produzida por algas.

A companhia iniciou o tratamento com carvão ativado, mas o problema prossegue. Boa parte da população está tendo gastos extras com a compra de água mineral. Achar o produto nas prateleiras dos supermercados tem sido um desafio.