Pastor parceiro da Missão Kairós é morto por jihadistas O pastor Tindano Omar, parceiro de um dos ministérios da Missão Kairós em Burkina Faso, foi morto por jihadistas juntamente com seu filho e dois de seus sobrinhos. Duas das filhas do pastor, que também foram sequestradas, foram libertadas sem ferimentos. O pastor deixa mais três outros filhos que frequentam a universidade em outra região.

Militantes islâmicos estão intensificando ataques assassinos no norte de Burkina Faso. Em 1º de fevereiro, 18 pessoas, incluindo uma enfermeira cristã sênior, foram assassinadas por homens armados militantes na vila de Lamdamol, província de Seno.

A Missão Kairós publicou uma nota de pesar sobre este trágico atentado contra a liberdade religiosa.

Leia a nota:
“O preço que alguns irmãos da fé pagam pelo Evangelho não é pequeno. Às vezes, nos deparamos com notícias duras e difíceis.

Com profundo pesar, informamos o assassinato do pastor Omar, parceiro local de um de nossos ministérios em Burkina Faso, que havia sido sequestrado por jihadistas na cidade de Seeba. Ele foi morto com seu filho e outros 4 rapazes.

Que o Espirito Santo, o Consolador, possa assistir os familiares de todos os irmãos envolvidos nessa brutal tragédia, juntamente com toda igreja naquela região.

Que nossos irmãos em Burkina sejam fortalecidos na esperança da vida eterna”.