Anúncios gays revoltam internautas
A “lacração” fez mais uma vítima. Desta vez uma campanha de Dia dos Namorados das Lojas Americanas, gerou manifestações de repúdio na internet. Imagens com diferentes tipos de casais, incluindo gays e lésbicas, passaram a circular nas redes sociais da empresa nesta quarta-feira, 12 de junho, além de um banner no site oficial com a frase “Pra quem ama”.

Havia até um gif com vários casais homossexuais que dizia, AQUI TEM PRESENTE PRA TODO MUNDO.

Revoltados com o que muitos disseram se tratar de “imposição da cultura gay”, vários seguidores da página comentaram que deixarão de comprar nas Lojas Americanas.

Uma cliente chegou a dizer que “não é homofóbica, mas não aceita esta imposição de aceitação de relação homossexual”.

Pelo jeito, a rede de lojas de departamentos vai amargar um boicote prometido em vários comentários nas postagens da Americanas.

As reações à campanha, no entanto, não se limitaram às críticas. Houve quem elogiasse a iniciativa.

“Americanas, toma meu pink money, pode levar”, brincou um internauta. Pink Money é o termo utilizado para se referir dinheiro vindo do público LGBTI.

Mas se depender da maioria dos clientes que se manifestaram, a loja não terá seu dinheiro tão cedo. Talvez por isso a campanha não tenha permanecido por muito tempo no ar.