Somos propriedade exclusiva de Deus “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo de propriedade exclusiva de Deus, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”
I Pedro 2.9

Segundo a Bíblia, somos povo de “propriedade exclusiva” do Senhor e criados por Ele. Temos também a convicção que todas as Suas criações são sempre espetaculares. Logo, somos maravilhosos. Muitos, entretanto, por não terem a compreensão do quanto são especiais para Deus e por Ele capacitados a superar obstáculos, independentemente das circunstâncias, vivem em derrotas e fracassos sem ter êxito em nada do que se propõem a fazer. Seus projetos frustram-se antes de começarem. Outros, até são colocados em prática, contudo são logo “assassinados” pela dúvida, pelo medo, pela falta de coragem e de fé. É por essa razão que resolvi escrever este artigo, na intenção de resgatar em cada pessoa a convicção de que “Em Deus faremos proezas...” (Salmo 60.12a) e a certeza de que tudo que intentarmos fazer poderá tornar-se real.

Se fôssemos definir em uma só palavra a finalidade de Pedro quando afirmou que somos povo de propriedade exclusiva de Deus, usaríamos a palavra “conscientização”. Pedro escreveu com a intenção de levar os crentes que se sentiam desvalorizados a verem a real perspectiva do valor que temos para Deus, fazendo com que eles aprendessem a valorizar-se, tendo a consciência do que se pode ser nas mãos do Senhor.

Valorizar a nós mesmos sem ser prepotente, dando-nos conta de que somos importantes sem parecermos arrogantes é um grande desafio. A Bíblia no Salmo 92.5 diz: “Quão maravilhosas são as tuas obras...” e no Salmo 139.14 – “Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem”. Os dois salmos fazem referência às obras do Senhor que são maravilhosas e ainda enfatizam que tudo o que Deus faz é admirável, maravilhoso. Logo, se tudo o que Deus faz é maravilhoso e admirável, e nós somos feituras de suas mãos, somos maravilhosos e admiráveis. Não é uma questão de prepotência ou arrogância e sim a constatação de um fato. E como se diz: “contra fatos não há argumentos”. O Senhor não faz nada que não seja valioso. E esse valor está em sermos propriedade exclusiva de Deus.

s