Operação Regresso: exames dão negativo para coronavírus
Exames laboratoriais mostram que os brasileiros repatriados de Wuhan, na China, e os profissionais que tiveram contato com eles não estão infectados pelo novo coronavírus, de acordo com o Ministério da Saúde.

O grupo com 58 pessoas segue em quarentena na Base Aérea de Anápolis, em Goiás.

O diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Júlio Croda, informou que todas as medidas preventivas estão sendo tomadas, seguindo protocolos internacionais.

“Foram realizados exames específicos para o novo coronavírus em todos, por precaução, inclusive com apoio dos órgãos internacionais”, disse o diretor, reforçando a rotina de monitoramento dos repatriados na base aérea de Anápolis (GO). “Durante a quarentena, os repatriados têm seus sinais vitais monitorados todos os dias, que consiste em verificar a frequência cardíaca, respiratória, pressão arterial e temperatura, além da presença de quaisquer sintomas, como febre, falta de ar e tosse”, destacou Júlio Croda.

O Brasil permanece sem registro do novo coronavírus, que já atinge 24 países além da China. Até o momento, 8 casos suspeitos são monitorados pelo Ministério da Saúde, conforme informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país, até terça-feira (11). Os casos suspeitos estão em Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (2), São Paulo (3), Paraná (1) e Rio Grande do Sul (1).

Os casos descartados para investigação de possível relação com a infecção humana pelo coronavírus aumentaram para 33, um a mais em relação a última atualização.