Publicidade

Mãe flagra missionário adventista estuprando a filha A Polícia Militar prendeu em flagrante um peruano, de 31 anos, missionário da Igreja Adventista do Sétimo Dia, acusado de abusar sexualmente de uma criança de quatro anos dentro de uma unidade da igreja em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Segundo informações do G1, a mãe da criança flagrou o ato e denunciou o suspeito à polícia.

A mãe contou à polícia que participava de uma reunião na igreja, quando a filha se dirigiu até a Sala Primária, onde são oferecidas aulas infantis, para pegar um brinquedo.

Na sala, estava o missionário que era abrigado pela unidade. Segundo o registro da ocorrência, quando a menina entrou, o suspeito cometeu o abuso, fazendo-a tocar em suas partes íntimas.

Ao notar a ausência da filha, a mãe da menina foi até a sala procurá-la e percebeu que o homem guardou algo dentro das calças quando ouviu a porta abrir. Longe do suspeito, a mãe perguntou para a menina o que tinha acontecido, e a criança confirmou o abuso.

Ainda de acordo com o G1, o peruano confessou o crime à liderança da igreja, que chamou a polícia. O suspeito foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e encaminhado à Delegacia Seccional de Itanhaém. A vítima passou por exame de corpo de delito. A Embaixada Peruana no Brasil foi comunicada do ocorrido.

A Igreja Adventista do Sétimo Dia disse que oferece o apoio necessário para a mãe e a vítima. A instituição repudia qualquer tipo de violência. E, inclusive, promove regularmente ações de conscientização contra o abuso infantil.