Casal de lésbicas confessa envolvimento na morte dos pais e irmão de uma delas A filha do casal assassinado em Santo André, no ABC Paulista, e a companheira dela confessaram participação em parte do crime. De acordo com o advogado de defesa de Ana Flávia Gonçalves (24) e Carina Ramos (31), elas admitiram, em novo depoimento à polícia nessa quarta-feira (05), participação no roubo à casa, mas negaram envolvimento nas mortes.

Outro envolvido no crime contou à polícia como a ação foi planejada. Juliano Ramos Júnior, primo de Carina, disse que, dois dias antes dos assassinatos, ele, os dois comparsas, Carina e Ana Flávia fizeram uma reunião para combinar o roubo à casa da família, onde teriam cerca de R$ 85 mil guardados. Os cinco acusados já foram presos.

A polícia civil tenta localizar um sexto envolvido no crime. Ele seria o homem que teria resgatado o grupo de carro na estrada de terra onde o veículo com os corpos dos pais e do irmão de Ana Flávia foi encontrado carbonizado.

O caso
Três corpos carbonizados foram encontrados dentro de um Jeep Compass em uma área de mata na Estrada do Montanhão, área de mata em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na madrugada do dia 28 de janeiro. Quando as equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros chegaram ao local, o veículo ainda estava pegando fogo. Os corpos eram de Flaviana Gonçalves, de 40 anos e Romuyuki Gonçalves, de 43 anos, e do filho mais novo do casal, Juan Gonçalves, de 15.