Bancos devolverão dinheiro das O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta quarta-feira (12) que os banco públicos começarão a devolver ao governo federal os recursos emprestados por meio do Instrumento Híbrido de Capital e Dívida (IHCD).

O dinheiro é oriundo das manobras fiscais que ficaram conhecidas como “pedaladas” e levaram ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Também presente no vento, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o banco será o primeiro a iniciar os pagamentos da dívida. Segundo ele, a Caixa pagará inicialmente R$ 3 bilhões dos R$ 40 bilhões devidos nessa modalidade.

O ministro Paulo Guedes, lembrou que, durante a campanha eleitoral, no ano passado, sua equipe informou que iria "despedalar" os bancos públicos, ou seja, devolver recursos emprestados.

"Houve muitos empréstimos da União aos bancos públicos que cometeram excessos com recursos públicos, como BNDES e Caixa. E essas 'pedaladas' acabaram levando ao 'impeachment' da presidente [Dilma]. E nossa responsabilidade é devolver esses recursos à União, e dentro, inclusive, das exigências do TCU", declarou.

Segundo o ministro da Economia, é a primeira vez que a Caixa devolve dinheiro para a União. "É a primeira vez que a Caixa devolve dinheiro para a União. Isso merece até uma celebração", diz Guedes.