Publicidade

Viúva de Gugu aciona Leão Lobo na Justiça A viúva de Gugu Liberato, Rose Miriam di Matteo, entrou esta semana, na vara cível da comarca de São Paulo, com um processo de danos morais contra o apresentador Leão Lobo, do programa 'Fofocalizando'. Na petição inicial, Rose Miriam pede uma indenização de R$ 50 mil por danos morais.

Rose não gostou do que o apresentador disse nos programas dos dias 23 e 27 de dezembro. Na ocasião, enquanto era abordado o caso da briga da viúva para conseguir o reconhecimento da união estável com Gugu, Leão comentou:

"Eu estou tão surpreso quanto você, Chris (Flores - apresentadora). Porque eu conheci muito bem a família toda e conheço muito bem a Rose Miriam, quer dizer, eu achava que conhecia. Isso é o que está me surpreendendo. Porque, primeiro ela assinou quando foi lido o testamento, ela assinou concordando com tudo. Agora ela volta e vem com essa história que quer uma parte da herança. Primeiro que ela sabia que era assim desde o começo. Então, isso que me incomoda. Por que agora? Ela sabia que ele não deixaria pra ela: eu tenho certeza disso", afirmou Leão Lobo.

Outro trecho da fala de Leão que a defesa de Rose categoriza como difamação é a parte em que o apresentador diz: "Conheço muito a Rose desde aqui do SBT. Aí depois eu tive no nascimento do João Augusto, estive com ela várias vezes. Então, eu não entendo isso, porque ela assinou o laudo concordando com o testamento, né. Então, porque depois vir reivindicar, né. Eu tô realmente chocado."

No documento, os advogados de Rose afirmam que "o direito de liberdade de imprensa e de expressão foi excessivo nos julgamentos de Leão e proclamou uma realidade não existente, colocando em dúvida a dignidade e o bom nome de Rose Miriam".

A defesa diz ainda que o trecho da fala de Leão "eu tenho certeza disso" é uma informação baseada na própria convicção do apresentador e desprovida de qualquer fundamento.

A polêmica entre a família de Gugu versus Rose Miriam ganhou novos contornos no último domingo (02), com o relato de Maria do Céu, mãe do comunicador.

“Ele nunca teve nada com ela, ela vivia completamente separada dele. Eles nunca tiveram nada um com o outro, isso eu afirmo e juro porque eu sei”, revelou a senhora ao programa Fantástico. “Tudo o que ela pedia, ele dava. Não só pra ela, pra família inteira”, pontuou a idosa, de 90 anos.
Em contrapartida, a reportagem ainda exibiu uma carta aberta da médica, em que ela fala sobre sua relação com Gugu nos últimos 20 anos.

“Gugu desejou constituir uma família e eu também. Ele me incluiu na vida dele, assim como eu o incluí na minha vida”, começou Rose. “Gugu foi um querido e zeloso pai e marido. Foi meu companheiro nos momentos felizes na criação e educação dos filhos. Ele era o pilar da casa!”, elogiou.

Entre os dois lados, a batalha judicial continua. Rose Miriam busca conseguir o reconhecimento de sua união estável com Gugu para, assim, ter direito a 50% da herança. Isso mudaria o que foi deixado pelo astro da televisão em seu testamento: 75% para os filhos e 25% para os sobrinhos.
Para os advogados da família Liberato, os documentos dizem o oposto.

“Ela era a mãe dos filhos dele, essa é a relação que nós sabemos. Eles não se apresentavam como um casal”, disse Carlos Regina. “A meu ver e pelos documentos que eu tenho não há a menor condição de ser união estável”, completou o outro defensor, Dilermando Cigagna Júnior.