PM flagrado agredindo grávida é afastado

A Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP) informou hoje que já afastou os dois policiais envolvidos na abordagem a uma grávida de cinco meses em São José do Rio Preto (SP). Vídeos que circulam pelas redes sociais mostram a ação de um dos PMs, que causou revolta nas pessoas que acompanhavam a ação. 

Nas filmagens, divulgadas pelo jornalista Luís Adorno, do site UOL, a mulher aparece deitada de costas na calçada enquanto o policial a imobiliza com o joelho esquerdo sobre a barriga e o peito dela. 

No início do primeiro vídeo, a mulher diz: "A minha barriga, cara. Eu tô grávida". Logo em seguida ela recebe um golpe no rosto e diz: "Para de me bater".

Pessoas que acompanham a cena, pedem para que o policial solte a mulher e afirmam que ela está grávida. Ele responde: "Não, ela tá presa". No fim da primeira filmagem, ouve-se a mulher dizendo: "Chama a minha vó, por favor. Ele tá me machucando, machucando a minha filha".

Em um segundo vídeo, os presentes seguem pedindo para que o policial pare: "Ela tá ficando sem ar. Pelo amor de Deus, ela tá grávida. Olha como ela tá ficando roxa”, diz uma mulher. O policial segue então em cima da mulher, que diz para ele que não vai correr: "Eu não vou correr, eu tô grávida. Tá achando que eu sou traficante?".

Logo depois, a mulher diz que não está resistindo à imobilização do policial, que segue com o joelho em cima dela.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) paulista, a decisão de afastar o homem foi motivada por um flagra em "desvio de conduta". Em pronunciamento sobre o caso, o governador João Doria disse que foi ele quem recomendou a medida.

De acordo com a SSP, a ocorrência mostrada nas imagens aconteceu na tarde desta terça-feira e teria sido uma ação contra o tráfico de drogas.

Após o afastamento, Doria utilizou sua conta oficial no Twitter para afirmar que o policial desobedeceu o protocolo da corporação e agiu de maneira "totalmente inadequada". Ele estava lotado no 17° Batalhão da Polícia Militar do Interior.

"Recomendei o imediato afastamento do policial militar flagrado durante abordagem a uma mulher grávida em São José do Rio Preto. Apesar dela ter resistido a prisão por tráfico de drogas, existe protoloco a ser cumprido e as imagens indicam conduta totalmente inadequada do policial", escreveu Doria.

A mulher que aparece nos vídeos foi encaminhada para uma unidade de saúde e submetida a exames médicos. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, a gestante e o bebê, uma menina, passam bem.

 



Warning: Use of undefined constant video - assumed 'video' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/melodianews/www/noticia.php on line 91