Publicidade

Interrupção de abastecimento da Cedae adia ano letivo no município do Rio Em função de novo problema no abastecimento de água na cidade, desta vez causada pela interrupção do funcionamento da Estação de Tratamento de Guandu pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), que comunicou ter identificado a presença de surfactantes (detergentes) na água, a Secretaria Municipal de Educação decidiu adiar o início do ano letivo 2020 para a próxima quinta-feira, dia 6/2, já que muitas escolas estão sem água.

No início do ano, já tinha ocorrido problema com a água da Cedae, com a população do Rio reclamando da qualidade da água. A Cedae atribuiu o problema a uma substância chamada geosmina, uma substância orgânica produzida por algas que, na visão da companhia de água, não representa risco à saúde dos consumidores. As principais reclamações se deram em função do cheiro, gosto e turbidez do líquido.

Na quinta-feira, dia 6/2, as aulas serão iniciadas nas mais de 1.500 escolas da Prefeitura do Rio.