Chineses decoram a Bíblia na prisão Wayne Cordeiro, pastor da New Hope Christian Fellowship em Honolulu, no Havaí, orando para que os cristãos americanos se tornem como os cristãos chineses.

Em um sermão, o pastor da mega igreja havaiana compartilhou uma experiência que teve em uma viagem à China, onde participou do trabalho de formação de líderes.

Naquela viagem em particular, ele formou 22 cristãos da província de Hunan, que percorreram 13 horas de trem para participar do treinamento.
Eles se sentaram em um minúsculo quarto de hotel, sem ar-condicionado, tampouco sofás, para participar do encontro.

Curioso, o pastor perguntou aos chineses sobre o que aconteceria a eles se fossem pegos naquele espaço, estudando sobre Jesus. Prontamente ouviu:

“Bem, você será deportado em 24 horas, e nós vamos para a prisão por três anos”, responderam os cristãos chineses.
Ele prosseguiu perguntando quantos haviam passado um tempo na prisão e, dos 22, apenas 5 ainda não tinham sido presos por sua fé.

O pastor só tinha 15 Bíblias, então sete pessoas ficaram sem. Foi então que o pastor percebeu que alguns cristãos liam o capítulo solicitado, 2 Pedro1, sem ler as Escrituras. No intervalo, uma senhora revelou:

“Na prisão, temos muito tempo para decorar toda a Bíblia”.

Apesar dos guardas confiscarem todo e qualquer material cristão, algumas pessoas conseguem “contrabandear” Bíblias e escondê-las das autoridades chinesas.

“É por isso que nós memorizamos isso o mais rápido possível, porque mesmo que eles possam levar o papel embora, eles não podem pegar o que está escondido em nosso coração”, revelou a mulher.

Depois que o estudo de 3 dias foi concluído, o pastor perguntou aos cristãos da Província de Hunan como ele poderia orar por eles. Um homem perguntou se ele poderia orar para que um dia pudessem ser como o pastor, livre para adorar a Deus do jeito que quisesse, sem restrições.

Surpreendentemente, o pastor disse que não faria essa oração e, tristemente explicou o motivo.

“Vocês viajam de trem durante 13 horas para chegar aqui. No meu país, se você tiver que dirigir mais de uma hora, as pessoas desistem de ir ao culto. Vocês sentaram no chão de madeira por três dias. No meu país, se as pessoas tiverem que ficar sentadas em um banco de igreja por mais de 40 minutos, elas vão embora. No meu país, se não há bancos acolchoados e ar-condicionado, as pessoas não vão voltam. E vocês vieram os 3 dias para este desconfortável quarto de hotel. No meu país, temos uma média de 2 Bíblias por família; não lemos nenhuma delas. Vocês têm raros exemplares e memorizam o que conseguem ter acesso. Eu não vou orar para que você se torne como eu e o meu povo. Mas vou orar para que nos tornemos como vocês”, concluiu o pastor.