Publicidade

Brasil tem o melhor resultado em geração de empregos dos últimos 6 anos O ano de 2019 foi o melhor dos últimos seis anos em termos de geração de empregos formais. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgadas nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia, o país gerou 644.079 empregos com carteira assinada no ano passado.

Essa é a diferença entre as contratações, que totalizaram 16.197.094 no último ano, e as demissões - que totalizaram 15.553.015 pessoas.

Esse foi o segundo ano seguido de geração de vagas formais e, também, melhor resultado desde 2013 - quando foram abertas ofertas de empregos com carteira assinada.

Com a criação de empregos formais em 2019, o Brasil fechou o ano com uma reserva de 39,05 milhões de empregos formais existentes. No fim de 2018, o saldo de empregos formais estava em 38,43 milhões de vagas. O resultado de 2019 representa o estoque mais alto, registrado no fim do ano, desde 2015 - quando 39,23 milhões de pessoas ocupavam empregos com carteira assinada.

De acordo com o Ministério do Trabalho, todas as cinco regiões do país registraram mais contratações do que demissões no ano passado.

* Região Sudeste: 318.219 vagas abertas
* Região Nordeste: 76.561 vagas criadas
* Região Norte: 32.576 vagas abertas
* Região Centro-Oeste: 73.450 vagas criadas
* Região Sul: 143.273 vagas abertas

O setor de serviços registrou o maior saldo positivo no ano. Foram contabilizadas 6.966.824 admissões e 6.584.299 desligamentos, ou seja, 382.525 postos a mais, alta de 2,22% sobre 2018.

Segundo o Ministério da Economia, foram realizadas 85.716 empregos no ano passado. O trabalho intermitente ocorre esporadicamente, em dias alternados ou por algumas horas, e é remunerado por período trabalhado.