Publicidade

Ex-presidente do Flamengo é indiciado pela polícia A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou por homicídio doloso Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, e outras sete pessoas pelas mortes de dez atletas das categorias de base no incêndio no Ninho do Urubu, CT do clube, no dia 8 de fevereiro deste ano.

O inquérito, assinado pelo delegado Márcio Petra, também pede o indiciamento por dolo eventual de engenheiros do Flamengo e da empresa NHJ, responsável pelos contêineres, além de um técnico de refrigeração.

Outros três atletas ficaram feridos na ocasião.

O Flamengo e Bandeira de Mello disseram que ainda não foram notificados e só se posicionarão após tomar conhecimento do relatório.