Moro trabalha para evitar volta ao Brasil de fugitivos de prisão no Paraguai O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou neste domingo (19) que o governo federal está trabalhando junto com os estados para impedir a entrada no Brasil de integrantes de uma facção criminosa brasileira que fugiram de um presídio no Paraguai, onde cumpriam pena.

De acordo com o governo paraguaio, na madrugada deste domingo (19) 75 presos usaram um túnel para fugir da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, que fica na fronteira com a cidade brasileira de Ponta Porã (MS).

"Estamos trabalhando junto com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram de prisão no Paraguai. Se voltarem ao Brasil, ganham passagem só de ida para o presídio federal", disse Moro em uma rede social.

As autoridades paraguaias investigam se houve uma rede de corrupção que facilitou a fuga.

“Estamos à disposição também para ajudar o Paraguai na recaptura desses criminosos. O Paraguai tem sido um grande parceiro na luta contra o crime”, voltou a comentar o ministro brasileiro.