Não ao orgulho gay O chefe da diplomacia dos EUA, Mike Pompeo, proibiu que a bandeira do arco-íris seja hasteada no mastro das embaixadas do país por ocasião do mês do Orgulho Gay.

Defensores dos direitos dos homossexuais protestaram contra a decisão do secretário de estado norte-americano.

Pompeo é evangélico e já declarou que considera o casamento com a união entre homem e mulher, mas que respeita seus funcionários independentemente de sua orientação sexual.

Segundo a determinação, os diplomatas poderão colocar a bandeira arco-íris em qualquer outro local das embaixadas.