Irã se recusa a entregar caixa preta de avião acidentado à Boeing O Irã não entregará a caixa-preta do avião ucraniano que caiu na madrugada desta quarta-feira (08) após decolar de Teerã, segundo o chefe da agência de aviação civil iraniana, Ali Abedzadeh.

A autoridade também disse que não está claro para qual país o Irã enviará a caixa-preta para que seus dados possam ser analisados, conforme informou a agência de notícias Mehr.

A aeronave que caiu foi um Boeing 737 da Ukraine International Airlines e matou todas as 176 pessoas a bordo, logo após decolar do aeroporto Imam Khomeini, na capital iraniana.

A embaixada da Ucrânia no Irã, citando informações preliminares, disse que o Boeing 737 sofreu uma falha no motor e que o acidente não foi causado por "terrorismo".

A empresa Ukraine International Airlines disse que estava fazendo tudo que era possível para confirmar a causa da queda, e que a investigação também envolverá a Boeing e as autoridades ucranianas e iranianas. Esse foi o primeiro acidente fatal da companhia aérea de Kiev.

A mídia iraniana citou uma autoridade local da aviação dizendo que o piloto não declarou emergência.

A TV iraniana disse que o acidente ocorreu devido a problemas técnicos não especificados. A emissora estatal Irib disse em seu site que uma das duas caixas-pretas do avião foi encontrada.