Ouça aqui a Rádio Melodia!

Consumidor precisará informar o CPF para compras em sites internacionais Quem tem o hábito de fazer compras em sites de outros países, a partir de agora vai precisar informar o CPF ou CNPJ ou ainda o número do passaporte do destinatário para ter o despacho iniciado.

Os dados devem ser incluídos na hora da compra e fixados na encomenda. Caso não seja possível informá-los no momento da aquisição ou o remetente não enviar corretamente as informações, o comprador pode acessar o portal “Minhas Importações”, dos Correios, e fazer a vinculação dos documentos com as remessas.

A falta destes dados pode acarretar na retenção da encomenda pela Receita Federal e até mesmo a destruição, em casos em que a devolução não seja possível.

A empresa de inteligência de mercado SimilarWeb classifica os sites com base no tráfego e no engajamento. O site que ocupa o topo da lista das compras online é a Amazon.com, superando o Walmart como o maior varejista do planeta.

Desde que foi fundada em 1996, a Amazon.com ficou conhecida como varejista online de quase tudo, desde livros, brinquedos, roupas e sapatos a alimentos, móveis e outros itens domésticos. Por uma taxa recorrente, sua associação Prime oferece envio gratuito de dois dias na maioria das compras, além da capacidade de transmitir músicas, filmes e outras mídias, além de outras vantagens.

O grande número de empresas de comércio eletrônico saltou 25 posições para a 28ª posição na lista Global 2000 da Forbes das maiores empresas públicas do mundo, conforme medido por uma pontuação composta de receitas, lucros, ativos e valor de mercado. Isso foi suficiente para roubar o título de maior varejista do mundo do Walmart, que caiu cinco posições para 29º na lista geral de 2019.