Publicidade

Sem “anormalidades

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, se pronunciou sobre as acusações do site Intercept que apresentaram conversas da época em que ele era juiz federal com o procurador Deltan Dallagnol pelo aplicativo Telegram.



Por meio de nota, Moro lamentou a falta de indicação de fonte da reportagem, e também a falta de postura do site, que não entrou em contato com ele, tampouco com o procurador. O ministro da justiça apontou ainda que os fatos citados não mostram qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação dele enquanto magistrado.



Segundo Moro, as questões foram tiradas de contexto e colocadas de maneira sensacionalista nas matérias que, segundo ele, ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.



Nos diálogos publicados pelo Intercept, sem citações de fonte, Moro teria orientado Dallagnol em como dar sequência em investigações da Lava Jato, além de ter criticado e sugerido recursos do Ministério Público.



Na semana passada, o celular do ministro foi invadido por hackers. Mas o site Intercept nega que tenha usado este meio para ter acesso às informações contra Moro.