Pedreiro mantém idosa refém durante 3 horas Uma idosa foi mantida refém por um pedreiro, seu funcionário, durante três horas, nesta sexta-feira (27), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O homem, identificado como Marcelo, ameaçou Altina Braga Conceição, de 65 anos, com uma faca. Agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram acionados e após negociações, conseguiram fazer com que o sequestrador se entregasse. 

O sequestro aconteceu em uma residência da Alameda Pasteur, no bairro Jardim Primavera, e começou por volta das 5h.
A neta da vítima, Louise Braga, 22, contou que estava dormindo com a avó, quando elas ouviram um barulho e levantaram.

A jovem afirma que nesse momento, o homem pediu para que elas abrissem a porta, dizendo que estavam tentando matá-lo. Altina, então, desceu com ele para a parte de baixo do imóvel, quando foi feita refém.

"Ele pegou uma faca e falou 'tia, vou ter que fazer isso com você pela minha segurança'. Foi quando ele começou a fazer ela de refém, e eu tentando acalmá-lo, falando para ele parar, para não fazer isso que não tinha necessidade", relembra.

Louise disse ainda que o pedreiro insistiu que estava sendo seguido, após ter uma briga com a irmã, que teria mandado matá-lo. Mas também disse que tinha mais de 50 pessoas atrás dele. O criminoso parecia alucinado.

Além do Bope, agentes do 15º BPM (Duque de Caxias) também foram acionados para ajudar na libertação da mulher, que não ficou ferida.
Marcelo foi levado por agentes do quartel de Campos Elíseos do Corpo de Bombeiros para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (Saracuruna). Ele ficou ferido depois que pulou o muro da residência.

O caso foi registrado na na 60ª DP (Duque de Caxias).