Publicidade

Pastor Josué Valandro Jr. faz oração por Bolsonaro em culto no Planalto Nesta quinta-feira (19), o pastor Josué Valandro Jr, líder da Igreja Batista Atitude, compartilhou em suas redes sociais o momento de sua oração pelo presidente Jair Bolsonaro, durante culto de Ação de Graças promovido esta semana pela Frente Parlamentar Evangélica.

Ele legendou a publicação com o versículo de 1Timóteo 2.1,2 – “Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.’.

Valandro chamou Bolsonaro de “valente”, ao relembrar que mesmo num leito de hospital, o então candidato à presidência seguia firme, confiando na vitória e dizendo: “Deus acima de todos”. Ele ainda citou os avanços do Brasil em quase um ano de governo Bolsonaro e disse não ter dúvidas de que a mão de Deus está sobre o presidente, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, a equipe ministerial e de “todos os que compõem o sonho de um novo Brasil”.

“Nós somos testemunhos disso. E por isso, Deus, queremos renovar o nosso compromisso de orar, jejuar e levantar as mãos aos céus para que o seu anjo acompanhe o seu servo em cada assinatura, em cada contrato, em cada aliança, em cada visita ao exterior. Em cada decisão”, orou o pastor.

Valandro encerrou a oração agradecendo a Deus pelo ano de vitórias, declarando ser o primeiro de muitos,”porque o Brasil mudou”.

“Orar por nosso presidente e primeira-dama é sempre uma honra. O Brasil está mudando. Continuemos a orar por cada brasileiro, independentemente de raça, religião, sexo... Unamos a nação debaixo do favor do Senhor”, comentou.

Com dois dias de eventos especiais em Brasília, a Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, formada por 203 deputados e senadores, encerrou as atividades de 2019. A frente organizou encontros com pastores de todo o Brasil, indicados pelos congressistas.

Os pastores participaram de eventos no Palácio do Planalto, da inauguração da Pedra Fundamental do Museu da Bíblia, e de palestras que tiveram, por exemplo, a presença do ministro da Justiça Sergio Moro.