Publicidade

Goleiro Jean é solto, mas está proibido de se aproximar da mulher A Justiça dos Estados Unidos determinou a soltura do goleiro Jean, do São Paulo, após audiência realizada nesta quinta-feira (19), em Orlando. O jogador é acusado de agredir a esposa Milena Bemfica durante uma discussão ocorrida na madrugada de ontem. O goleiro saiu da prisão no fim da tarde desta quinta-feira, no horário de Brasília.

Jean continuará a ser processado na Flórida pelo crime de violência doméstica. Ele também terá que manter distância da mulher, segundo determinação do tribunal. A Justiça permitiu que ele mantenha contato com as filhas, mas sob supervisão de terceiros.

Jean poderá voltar ao Brasil e responder através de um advogado constituído no estado americano.

Segundo as informações presentes no Boletim de Ocorrência do caso registrado pelo Xerife do Condado de Orange, na Flórida, Jean agrediu a mulher com oito socos.

De acordo com o registro, baseado na declaração de Milena, Jean seguiu a esposa, a puxou para a cama, subiu em cima dela e deus três socos na rosto da vítima. 

O documento relata também que Milena usou uma chapinha de cabelo para se defender e usou o objeto para ferir Jean.

Motivo
O padrinho de uma das filhas do casal, o também goleiro Douglas Pires, explicou a amigos que o casal brigou por motivo “fútil”.

O áudio no whatsapp relata o quanto já estava doentia a relação.

"A história que ela contou foi que eles beberam ontem em Orlando. Chegaram no hotel umas 4 horas e pouco da manhã no horário de lá, umas seis horas no horário de Brasília. Ela foi questionar ele com relação ao fim de ano, porque eles estão brigados. Ele falou que não ia passar junto com ela. Só que ela postou uns 'stories' pedindo referências de lugares para passar o Réveillon. Ele viu os vídeos e foi reclamar, dizendo que ela iria curtir com o dinheiro dele e que ele iria cancelar os cartões. Aí ela rebateu ele, começou a briga. E ele bateu nela, disse Douglas.